Elite Azul fundo Branco - logo site.jpg
depressao.jpg

Trate sua Depressão

com Hipnoterapia

Você Sofre de Depressão?

A Depressão é um tipo de distúrbio afetivo que carrega como sintomas mais conhecidos o sentimento de melancolia, tristeza, pessimismo e queda na autoestima. Seu quadro clínico normalmente apresenta também sintomas fisiológicos, como distúrbios do sono e do apetite, fadiga, queda na libido e agitação motora. Outros sinais clássicos da depressão são a perda de interesse por atividades antes preazerosas, a dificuldade de concentração, o isolamento social, a irritabilidade e a presença de pensamentos ou atitudes suicidas.

Quando não é controlada, a Depressão pode evoluir para transtornos gravíssimos onde a pessoa chega a perder completamente o prazer e o sentido em viver.

Em casos mais graves, pode chegar até mesmo a tentativas de suicídio.

depressao01.jpg
 
suicidio.jpg

O Que Causa a Depressão?

Como a Depressão entrou na minha vida?

Fisiologicamente, o quadro de depressão demonstra alterações químicas nos neurotransmissores – principalmente na serotonina, noradrenalina e dopamina. Na maioria dos casos, essas substâncias sofrem um déficit de produção pelo corpo, e seus efeitos são combatidos pela medicina através de medicamentos que inibem sua reabsorção, que aumentam sua produção ou que simulam seus efeitos.

Como se "Pega" a Depressão?

Que tipos de Episódios podem desencadear o problema?

Existem evidências de que fatores sociais e psicológicos podem desencadear um processo de depressão, que se agrava também devido ao sedentarismo, distúrbios na alimentação e abuso de substâncias (como cigarro, álcool, medicamentos e drogas ilícitas). Estima-se que pouco menos de 19% da população urbana sofre de depressão em algum momento da vida – ou seja, uma a cada cinco pessoas.

Dentre os fatores psicossociais causadores da depressão podem ser destacados acontecimentos emocionalmente intensos ou estressantes que prevalecem a doença. O luto, o término de um relacionamento, a descoberta de uma traição, uma demissão inesperada, a falta de amigos, mudanças de cidade ou de país, acontecimentos traumáticos, rejeição, períodos prolongados de problemas financeiros ou de doenças crônicas são citados mais frequentemente como causas na maioria das literaturas.

Existe também a depressão pós-parto, que atinge mulheres após darem a luz, e está associada a mudanças hormonais repentinas (semelhantes à Tensão Pré-Menstrual).

Claro que esses fatores isoladamente não geram a depressão patológica, embora os sintomas possam aparecer por um período curto após eventos semelhantes. Contudo, o transtorno depressivo maior (a depressão diagnosticada como doença) normalmente está associada a alteração no nível de substâncias neurotransmissoras, em níveis capazes de deixar a pessoa suscetível às emoções, comportamentos e sintomas explicados acima.

Em outras palavras, a depressão é resultado da soma de fatores fisiológicos e emocionais.

lego-ansiedade.jpg

E Quais São as

Consequências?

O que pode acontecer se você não se tratar?

Quando não é controlada, a Depressão pode evoluir para transtornos gravíssimos onde a pessoa chega a perder completamente o prazer e o sentido em viver.

Em casos mais graves, pode chegar até mesmo a tentativas de suicídio.

Além disso, uma depressão que permanece sem tratamento por longos períodos de tempo pode sempre reaparecer, não precisando necessariamente de algum episódio emocional intenso ou de uma causa aparente.

De uma forma mais branda, a depressão pode trazer como consequência a dependência de medicamentos psiquiátricos, quase sempre caríssimos e cheios de efeitos colaterais.

Saiba Como Solucionar!

 

Quais são os tipos de Tratamentos atualmente e que Resultados esperar de cada um?

Tratamentos Convencionais

Quando uma pessoa com depressão procura um médico psiquiatra, este frequentemente prescreverá medicamentos anti-depressivos (cujo objetivo é regular os níveis dos neurotransmissores disponíveis no sistema nervoso, como a serotonina, a acetilcolina, a dopamina, a adrenalina, a noradrenalina, etc). Eventualmente, estes médicos também trabalham aspectos emocionais através de conversas e aconselhamento.

Ao procurar por um psicólogo ou psiquiatra, a pessoa com depressão será tratada através de técnicas de linhas terapêuticas como psicanálise, behaviorismo, psicologia cognitivo-comportamental, psicologia humanista ou outras linhas cujo objetivo é a análise, auto-conhecimento e auto-percepção dos fatores emocionais que são gatilhos do comportamento fisiológico do sistema nervoso.

Sendo estes os tipos de tratamento principais, é inteligível que a pessoa que sofre de depressão passe um bom tempo dependendo de medicamentos e de sessões de psicoterapia ou de psicanálise. Frequentemente, este tempo supera meses, ou até anos. E os resultados nem sempre são permanentes.

Hipnoterapia

O tratamento da depressão por meio da hipnose terapêutica apresenta alguns aspectos altamente motivadores quando comparado ou associado com estes meios tradicionais e convencionais. Por meio da hipnose, é possível fazer uma investigação minuciosa dos verdadeiros gatilhos emocionais e psicológicos responsáveis por desencadear os sintomas da depressão.

Com o cliente em transe, o terapeuta pode elicitar e amplificar o estado emocional indesejado, utilizando técnicas como regressão, ressignificação e dessensibilização para neutralizar tais estados. E trabalhando estados associados de simpaticotonia (atividades no sistema nervoso autônomo simpático, semelhantes às dos momentos traumáticos) e de parassimpaticotonia (atividades no sistema nervoso autônomo parassimpático, semelhante às dos momentos posteriores aos eventos de trauma ou lesão, nos quais o corpo é “programado” para se recuperar – como o descanso após uma atividade física intensa, ou a resposta imunológica a um invasor, ou o alívio após tirar um sapato apertado) é possível estimular determinados comportamentos no sistema polivagal (composto pelo nervo vago e suas adjacências) que propiciam a assim chamada “descarga somática”, que nada mais é do que o reflexo de formação de novas conexões sinápticas e vias neurais em diferentes áreas do sistema nervoso.

Em outras palavras, o terapeuta hipnotiza o cliente para permitir que seu cérebro reaprenda como responder a estímulos emocionais que antes desencadeavam o processo de depressão.

As mudanças são Rápidas e Permanentes, e a vida volta ao normal!

Por regressão, a causa dos estados emocionais é descoberta. Por ressignificação, a causa é neutralizada e deixa de gerar o estado emocional. Por dessensibilização, eventos subsequentes que antes colocariam o cliente no estado emocional desfavorável, passam a não ter mais esse efeito negativo. E, finalmente, por descarga somática, o sistema nervoso cria novos aprendizados sobre como responder a estes estímulos sem desencadear processos de depressão.

Se no mesmo trabalho o terapeuta aproveitar o estado de transe para inserir reforços positivos e uma programação mental para alimentação balanceada e atividade física regular, é muito provável que o próprio corpo regule, em pouco tempo, os níveis de neurotransmissores ligados aos quadros de depressão.

Por isso mesmo não é nada incomum um cliente de hipnose terapêutica retornar ao consultório médico e, a partir de novos diagnósticos, ter sua medicação reduzida, suspensa ou até mesmo interrompida pelo psiquiatra, que também acaba por dar ao cliente alta do tratamento.

Quanto Tempo de Tratamento?

Conforme a linha e de tratamento e as técnicas utilizadas, é possível em uma única sessão identificar o evento inicial que causou o “aprendizado” dos medos imaginários em nossa mente, ressignificando sua interpretação pelo subconsciente e neutralizando todos os efeitos dos eventos posteriores, removendo as crenças limitantes ligadas a esses medos e libertando o indivíduo destes desconfortos para o resto da vida.

E Se Eu Já Tomo Remédios?

Claro, em hipótese alguma a hipnose deve substituir um tratamento médico em andamento. Se você já faz uso dos medicamentos ansiolíticos ou antidepressivos, informe ao seu Hipnoterapeuta. Ele entrará em contato com o seu médico, atuando em conjunto e proporcionando resultados espetaculares.

Meu Médico Vai Concordar?

Da mesma maneira, nunca deixe de informar ao seu médico ou ao seu psicólogo sobre o tratamento paralelo com a Hipnose Terapêutica. O trabalho do seu hipnoterapeuta pode ser muito mais efetivo quando praticado de forma conjunta com estes profissionais.

download.png

Benefícios da Hipnoterapia

 

Descubra porque tratar-se com Hipnoterapia é tão incrível!

rapido.jpg
Pouco Tempo

Hipnose é Rápido

Com uma única sessão de Hipnoterapia é possível atingir resultados equivalentes a quase 2 anos de psicoterapia convencional ou de psicanálise.

divertido.jpg
Sem Dificuldades

Hipnose é Divertido

Quando você aprende a utilizar a sua mente e todo o poder da sua imaginação, o céu é o limite! Você pode utilizar a hipnose para tornar a sua imaginação mais vívida, para controlar os seus sonhos enquanto dorme e até mesmo para brincar com os 5 sentidos.

bigstock-Piggy-Bank-And-Business-Concep-
Baixo Investimento

Hipnose é Barato

Em poucas sessões você atinge resultados que o tornam livre e independente de medicamentos caros, de terapias prolongadas e de consultas periódicas.

protect brain.jpg
Sem Riscos

Hipnose é Segura

A ferramenta que a Hipnose utiliza é a Imaginação. Você já vem com ela desde o berço, e passou a sua vida a utilizando. Não existem maneiras de se criar qualquer tipo de dano, lesão ou sequela utilizando a imaginação. Portanto, a Hipnose é uma ferramenta segura e confiável.

yeah_edited.png
Funciona Mesmo

Hipnose é Eficiente

Os resultados que você atinge com a Hipnoterapia são permanentes, e você dificilmente volta a ter os problemas que o fizeram procurar um terapeuta.

livre.jpeg
Você Consegue

Hipnose é Pra Você!

A melhor maneira de descobrir tudo o que a hipnose pode trazer de benefícios em sua vida é experimentando. Além dos benefícios terapêuticos, você vai descobrir formas inusitadas de utilizar a hipnose no seu dia a dia. Programar-se para despertar em um determinado horário, guardar o conteúdo de uma matéria estudada, mudar hábitos alimentares ou criar disposição para a academia... Você reina na sua mente!

Quem Serão Seus Terapeutas?

Imagem 2 - 300kb_edited.jpg

Gustavo Almeida e Vanessa Borges são psicoterapeutas apaixonados por transformação de vidas!

Juntos acumulam mais de 30 certificações em diversas áreas da psicoterapia, psicanálise, Hipnose Clínica e coaching, e somam mais de 900 vidas transformadas em consultório.

Entre as obras dessa equipe estão o mais completo treinamento de hipnoterapeutas da atualidade em língua portuguesa (que já formou alguns dos melhores e mais conceituados terapeutas do país) e o livro mais abrangente e embasado da atualidade, que é utilizado nos melhores curso de formação de terapeutas da atualidade.

E os profissionais que são convidados para fazer parte dessa equipe passam por um rigoroso treinamento, com o que há de mais moderno e eficiente no âmbito da mente humana, através das abordagens mais conceituadas da atualidade e das metodologias mais validadas pelo mercado.

Plantão de Dúvidas

WhatsApp:

(11) 9.8888-7778

(11) 9.8322-1355

Ainda Tenho Perguntas e Quero Saber Mais

Eu vou dormir em Hipnose?

Não. A Hipnose é um estado de relaxamento profundo onde o corpo repousa e a imaginação entra em grande atividade. É semelhante àqueles dias nos quais você acordou cedo e não precisou sair da cama - você escuta tudo, lembra-se de tudo e pode interromper no momento em que desejar, só que é muito mais agradável permanecer daquele jeito. 

Corro o risco de não voltar da Hipnose?

De forma alguma! A Hipnose é simplesmente um estado no qual você coloca a sua imaginação em atividade intensa. A qualquer momento que você desejar interromper o processo em qualquer parte que esteja, basta você parar de imaginar e a sua mente fará com que tudo volte ao normal. 

Quais são os efeitos colaterais da Hipnose?

Hipnose é imaginação! E, assim como a imaginação, não existem efeitos colaterais! Esqueça aquelas lendas dos filmes e dos desenhos animados, nas quais a pessoa sai da Hipnose com sequelas ou transtornos - aquilo é apenas enredo para a história e não tem nada a ver com a hipnose real.

Quantas sessões são necessárias

Depende do tipo de queixa do cliente, do tipo de abordagem utilizada pelo terapeuta e de como fluem as etapas do processo terapêutico. Existem processos terapêuticos com hipnose que são tão modernos e eficientes que foram concebidos para que possam ser aplicados em uma única sessão. E existem processos que dependem de o cliente ter algumas noites de sono entre uma etapa e outra.
O comum é que o terapeuta faça uma sessão de avaliação, onde vai verificar qual é a melhor abordagem e o melhor processo terapêutico para cada caso. Então acontece, no mínimo, uma sessão de tratamento (que dependendo da abordagem pode ser uma sessão de 60 minutos ou de 2 a 4 horas). Por fim, não é obrigatório, mas é comum acontecer uma sessão de acompanhamento ou de ajustes.

Por que os Psicólogos não usam Hipnose?

Pelo contrário! O Conselho Federal de Psicologia tem uma portaria oficial que reconhece, autoriza e incentiva o uso da hipnose nos consultórios de Psicologia, assim como o Conselho Federal de Medicina faz para os médicos - psiquiatras ou não.
Infelizmente, a Hipnose ainda não é ensinada como parte oficial do curso superior em psicologia, e o profissional precisa buscar fora essa formação, em uma pós-graduação, uma especialização ou um curso livre. Ocorre que a grande maioria dos psicólogos acaba não se interessando por essa incrível ferramenta, simplesmente por não conhecer seus benefícios.

Tenho que contar meus segredos?

Não. A Hipnoterapia não exige que você conte ao terapeuta nada que você não se sinta 100% à vontade. E você está no controle o tempo todo - não existe uma maneira de o terapeuta adivinhar o que está acontecendo em sua mente sem que você compartilhe.

O Hipnotista pode me controlar?

Absolutamente Não! O Hipnotista tem um papel semelhante ao papel do GPS quando você está dirigindo seu carro. Ele ensina a você o caminho. Mostra o que fazer e como fazer. Mas o tempo todo, quem decide se faz ou não, ou se muda o jeito de fazer, é você mesmo! Assim como você consegue ignorar o GPS e seguir seu próprio caminho ao dirigir!

Eu preciso acreditar em alguma Religião específica?

Negativo! A Hipnose é um estado levemente alterado de consciência completamente natural e fisiológico. Acontece no sistema nervoso quando relaxamos e focamos intensamente a imaginação em algo. Não tem qualquer tipo de conexão espiritual, mística ou religiosa, e inclusive pode ser praticada por ateus, cristãos, padres, pastores, médiuns, rabinos, monges, judeus, islâmicos, budistas, xamanistas, ou por qualquer pessoa que queira. É uma prática 100% laica e com embasamento acadêmico.

E se eu não for "Hipnotizável"?

Esse é um mito criado pelos artistas da hipnose de entretenimento (no palco dos teatros, na televisão ou nas ruas). Ocorre que nesses ambientes é necessário escolher as pessoas que estão mais suscetíveis à hipnose naquele momento, e com quem será possível obter fenômenos divertidos ou impressionantes (como alucinações, amnésia e outros semelhantes). Para dispensar as pessoas que estão menos suscetíveis a uma indução instantânea e a fenômenos de entretenimento, os hipnotistas dizem coisas sem sentido, como "20% das pessoas são hipnotizáveis".
Todo mundo é hipnotizável. Ocorre que algumas pessoas precisam de um esforço um pouco mais intenso na sua primeira vez, e ocorre que algumas pessoas estão em estados de cansaço, distração ou tensão que demandam um pouco mais de relaxamento antes de iniciar.

Para Que Serve a Hipnose?

Com a Hipnose é possível tratar diversos tipos de problemas, transtornos e queixas, como por exemplo:
- Ansiedade
- Depressão
- Síndrome do Pânico
- Problemas de Auto Estima
- Compulsão Alimentar
- Timidez e Fobia Social
- Medos e Fobias
- Insônia

E muitas outras coisas!